Skip to main content

Rotary Clubs ajudam na luta contra a pandemia de covid-19

Com criatividade e flexibilidade, nossos associados se mantêm conectados e ajudam pessoas afetadas pelo coronavírus

Skip to main content

Com a pandemia de covid-19, que espalha incertezas e dificuldades pelo mundo, os associados e participantes do Rotary estão inovando, cuidando das pessoas afetadas e mostrando que, mesmo à distância, há maneiras de ajudar.

Como pessoas em ação, os membros da família rotária se engajam em suas comunidades, reunindo-se para fazer projetos e oferecer ajuda a quem precisa. Mas em muitas áreas, a vida está mudando drasticamente. Especialistas em saúde estão incentivando as pessoas a se distanciarem umas das outras ou mesmo se isolarem para retardar a propagação desse vírus altamente contagioso.

Como o combate a doenças é uma das principais causas do Rotary, os associados já apoiam iniciativas para promover técnicas adequadas para a lavagem das mãos, ensinar às pessoas outras maneiras de se manterem saudáveis e oferecer treinamento e equipamentos vitais a prestadores de serviços médicos. Agora, eles estão ajudando autoridades de saúde a transmitir informações sobre a covid-19 e doando equipamentos de proteção e outros materiais a clínicas e hospitais sobrecarregados em decorrência da pandemia.

Veja a seguir alguns exemplos das diversas maneiras pelas quais nossos associados estão apoiando suas comunidades:

  • Na Itália, um dos países mais afetados, os clubes do Distrito 2080 estão arrecadando fundos para a compra de ventiladores mecânicos e equipamentos de proteção para hospitais. E quando o pico do surto ocorreu na China, os clubes do distrito arrecadaram mais de US$21.000 para a compra de máscaras protetoras a fim de evitar o alastramento da doença no país.
  • Clubes do Distrito 2041, também na Itália, angariaram fundos pela internet para a compra de equipamento de proteção para profissionais que irão cuidar de pacientes com covid-19 num hospital de 400 leitos que está sendo construído no pavilhão da Feira de Milão.
  • Em Hong Kong, Rotary Clubs levantaram fundos, embalaram suprimentos médicos e visitaram moradias populares para distribuir máscaras e desinfetantes.
  • Rotary Clubs no Sri Lanka instalaram termômetros nos banheiros dos aeroportos e produziram cartazes para conscientizar escolas de todo o país sobre o coronavírus.
  • O Rotary Club de Karachi Darakhshan, no Paquistão, distribuiu milhares de máscaras para a população de Karachi.
  • Clubes do Distrito 3700 (Coreia do Sul) doaram US$155.000 para a Cruz Vermelha.
  • Rotary Clubs no estado nigeriano de Akwa Ibom organizaram uma campanha de conscientização sobre a ameaça do vírus. Os associados compartilharam informações sobre a doença e formas de se proteger em duas escolas, e distribuíram materiais sobre boas práticas de higiene.
  • O Rotary Club de Metro Bethesda, nos EUA, está contatando pessoas que moram sozinhas e estão em quarentena. Os voluntários contatam pelo menos cinco moradores por semana para perguntar como estão e se precisam de alguma coisa. Eles também deixam flores em suas portas.

Usando tecnologia em tempos de crise

  • Embora clubes e distritos estejam cancelando ou adiando reuniões e eventos presenciais, eles estão encontrando maneiras de preservar o companheirismo, reinventar seus projetos e combater a pandemia:
  • O Rotary E-club de Fenice del Tronto convidou o público para uma reunião virtual, em 11 de março, com o objetivo de aumentar a conscientização sobre a covid-19. Um virologista falou sobre o vírus, como ele se espalha e formas de se prevenir.
  • O Rotary Club de Singapore organizou um webinar no qual um epidemiologista e um especialista em doenças infecciosas abordaram o coronavírus e a pandemia.
  • O Rotary Club de East Jefferson County, nos EUA, usou uma plataforma de crowdsourcing para criar uma lista virtual dos supermercados, farmácias e restaurantes que oferecem entrega em domicílio na região.
  • Associados do Rotary em Hereford, Inglaterra, criaram um grupo no Facebook para conectar pessoas que precisam de apoio com indivíduos ou organizações que possam ajudar. Mais de 6.900 pessoas se juntaram ao grupo desde que foi criado, em 14 de março.
  • Dois dias antes de sua campanha anual de arrecadação de fundos, o Rotary Club de Schaumburg-Hoffman Estates, nos EUA, transferiu o evento para o Facebook. Ele leiloou mais de 100 itens e arrecadou mais de US$100.000 – aproximadamente o mesmo valor angariado em anos anteriores. A comida que seria servida a 350 pessoas no evento foi doada aos necessitados.
  • O Rotary E-Club de Silicon Valley, nos EUA, realizou uma reunião virtual para associados de outros clubes compartilharem sugestões sobre o uso de ferramentas digitais para permanecerem conectados. O clube gravou a sessão para que as pessoas pudessem assisti-la posteriormente e compartilhá-la com outros rotarianos.
  • Rotary Clubs da Zona 34 (EUA e Caribe) criaram um guia para ajudar os associados a se manterem conectados on-line. O Rotary E-club of the Caribbean 7020 está ajudando os clubes da zona a organizarem reuniões virtuais. Saiba mais.

O que o seu clube está fazendo para enfrentar esta crise? Use a hashtag #RotaryEmAção para compartilhar sua história nas mídias sociais ou conte o que você está fazendo no blog Vozes do Rotary.

Com criatividade e flexibilidade, nossos associados se mantêm conectados e ajudam pessoas afetadas pelo coronavírus