Skip to main content

Associados do Rotary na Itália usam sua experiência profissional para ajudar na vacinação contra a covid-19

Skip to main content

A inicitiva “We Stop COVID” usa habilidades de voluntários para apoiar uma campanha de vacinação na região de Verona, Itália

por

Riccardo De Paola sabia que, conforme mais doses da vacina contra covid-19 fossem disponibilizadas na Itália, mais pessoas seriam necessárias para trabalhar nos postos de vacinação e ministrá-las. Ele começou a contatar diretores médicos na região de Verona para saber como os Rotary Clubs poderiam ajudar - e formou um grupo de voluntários que, desde então, se tornou um parceiro essencial do governo.

De Paola, ex-governador do Distrito 2060 (Itália), diz que todos os seis diretores médicos com quem falou no final de 2020 disseram a mesma coisa: eles precisavam da ajuda de voluntários para iniciar as operações dos locais de vacinação. De Paola e o atual governador Diego Vianello trabalharam juntos para recrutar voluntários entre os 91 Rotary Clubs da região.

"Nossos associados têm uma variedade de conhecimentos profissionais e técnicos. Queríamos que usassem tais habilidades da melhor maneira possível", diz De Paola, associado fundador do Rotary Club de Marco Polo Passport (D2060), formado em julho de 2020 com o objetivo específico de prestar serviços relacionados ao combate do coronavírus.

O Distrito 2060 (Itália) criou a força-tarefa da covid-19 e coordenou o trabalho voluntário de centenas de associados, usando a experiência de dezenas deles nos postos de vacinação. A campanha “We Stop COVID” foi adotada por outros distritos rotários no país.

Uma semana após a convocação inicial no início de janeiro de 2020, mais de 150 rotarianos e rotaractianos atenderam ao chamado, entre eles médicos, enfermeiros e paramédicos atuais e aposentados. Os voluntários foram vacinados e treinados em protocolos de saúde específicos, que variam de cidade a cidade.

Alguns tiveram que adquirir um seguro para poder ministrar a vacina. Uma força-tarefa criada por De Paola e Vianello trabalhou com corretores de seguros para obter cobertura para quatro médicos aposentados ao custo de US$ 300 cada. A força-tarefa também formou um grupo de advogados para apoio jurídico, conforme necessário.

"Tivemos até um associado que trabalhava como notário profissional que podia autenticar os documentos do seguro", conta De Paola. "Não estávamos apenas fornecendo voluntários, estávamos fornecendo nossa organização, recursos, experiência e confiabilidade."

Nossos associados têm uma variedade de conhecimentos profissionais e técnicos. Queríamos que usassem tais habilidades da melhor maneira possível.


Associado do Rotary

Os associados tipicamente se reuniam em grupos de quatro para trabalhar em um turno da manhã ou da tarde, registrando os nomes dos pacientes, coordenando com outros voluntários e, quando qualificados, ministrando as doses da vacina.

Impressionados com a rapidez e eficiência com que os associados do Rotary se mobilizaram, as autoridades médicas de Verona colocaram o distrito rotário no comando de todas atividades de voluntariado relacionadas à covid na região, incluindo agendamento de pacientes, preparo da escala dos turnos e comunicação dos dados.

De Paola diz que o diretor de saneamento da cidade de Treviso creditou ao Rotary a possibilidade de aumentar o número de vacinações e elogiou os associados da organização por ajudar as autoridades a alcançar uma meta incrivelmente importante.

A lista de voluntários da força-tarefa cresceu para mais de 400 pessoas, representando milhares de horas de trabalho, e mais de 100.000 pessoas na região foram vacinadas como resultado. A expectativa é que esses números aumentem drasticamente quando a Itália terminar o atual lockdown, que foi decretado mediante o grande número de mortes causadas pelo coronavírus no início de fevereiro.

Estes esforços foram adotados por todos os distritos na Itália. Inspirados pela campanha do Rotary "End Polio Now ", De Paola e Vianello chamam a iniciativa de "We Stop COVID ". Todos os voluntários e não associados que trabalham nos postos de vacinação usam crachás e pins com o nome da iniciativa e o logo do Rotary.

Vianello diz que o envolvimento do Rotary neste esforço histórico aumentou muito a conscientização do público sobre a organização.

A inicitiva “We Stop COVID” usa habilidades de voluntários para apoiar uma campanha de vacinação na região de Verona, Itália